Quem tem direito ao bolsa família?

Veja Quem tem direito ao bolsa família para receber o auxílio dado pelo Governo Federal para famílias carente que estejam cadastradas no CadUnico.

Quem tem direito ao bolsa família

Quem tem direito ao bolsa família?

O Bolsa Família é um programa do governo federal destinado às famílias carentes com renda inferior a R$218,00 por pessoa, o cadastro para o Bolsa Família deve ser feito nos Centros de Referência e Assistência Social ou Prefeituras Regionais.

Para fazer o cadastramento no Bolsa família é necessário levar documentos de todos os beneficiários que residem na mesma casa até um dos Centros de Assistência e Referência Social (CRAS).

O que é preciso para ser aprovado no Bolsa Família?

Após a comprovação da renda familiar o beneficiário terá acesso ao Número de Inscrição Social (NIS), ativo no Bolsa Família, e vai receber R$650,00 (seiscentos e cinquenta reais) ao mês por meio do aplicativo Caixa Tem. Veja, perfil para receber Bolsa Família:

  • Famílias com renda inferior a R$280,00 por pessoa;
  • Famílias carentes pobre e extremamente pobres;
  • Mães Solteiras;
  • Famílias Com Bebês e crianças de colo;
  • Crianças em idade escolar;
  • Famílias Com Idosos que não recebem aposentadoria;
  • Famílias Com Deficientes.

O cadastramento não garante acesso ao benefício, somente após a comprovação da renda é que o beneficiário terá ativo o Número de Inscrição Social no Bolsa Família, cada unidade do CRAS possui número de famílias cadastradas e beneficiárias, é necessário aguardar vaga para receber o benefício, o beneficiário também poderá fazer parte de outros programas de assistência social como o Auxílio Gás e programas regionais.

Saiba mais sobre o Bolsa Família, neste artigo do Guia da Web!

Quem não tem direito ao Bolsa Família?

Os cadastrados no CADUNICO que possuem renda superior a R$218,00 por integrante da família, bem como as famílias que não fizeram cadastramento nos Centros de Referência Social não receberão o benefício Bolsa Família que deve ser distribuído de acordo com o número de bolsas do CRAS localizado na região a que pertence o beneficiário.

Durante o Governo Bolsonaro foram criadas estratégias para evitar golpes, uma espécie de malha fina onde muitos beneficiários tiveram o auxílio suspenso, aqueles cujo número de inscrição social for identificado como PIS evidenciando que o beneficiário passou a ser trabalhador provavelmente terão que fazer recadastramento para uma nova averiguação da renda. Confira, motivos pelos quais o benefício do Bolsa Família pode ser suspenso:

  • Renda superior a R$218,00 por pessoa;
  • Responsável pelo benefício passou a ser trabalhador, observando aumento da renda;
  • Concessão de aposentadoria para idoso que faz parte do Grupo Familiar;
  • Morte de pessoa do grupo familiar;
  • Mudança para outra casa de pessoa do grupo familiar.

O recomendado é que o responsável pelo benefício esteja desempregado, já que o Número de Inscrição Social (NIS) é o mesmo do PIS e PASEP, também em caso de falecimento ou mudança de um dos integrantes do grupo familiar o benefício poderá ser suspenso, sempre que o benefício for suspenso é necessário comparecer a um dos Centros de Referência ou Assistência Social (CRAS) para recadastramento e verificação da renda familiar.

Qual renda pode receber Bolsa Família?

A renda para receber o Bolsa Família deve ser de R$218,00 por pessoa, isso significa que uma família de 6 pessoas que possui um salário mínimo de R$1.302,00 pode receber o benefício , para fazer o cálculo é preciso dividir o valor da renda pelo número de beneficiários da família, além disso também é necessário saber quantas bolsas estão disponíveis no CRAS (Centros de Referência e Assistência Social ) da sua região. Veja como calcular a renda familiar:

Salário ou Renda Familiar/ Grupo Familiar= Renda Familiar

Cálculo de Beneficiário com Salário Mínimo: R$1.350,00/ 6=R$217

Com o aumento da pobreza por ocasião de diversos fatores, incluindo a pandemia e o novo corona vírus COVID-19 o número de bolsas disponíveis é menor do que o necessário para atendimento as famílias, desta maneira outros programas regionais podem auxiliar na renda como programas que auxiliam a compra de material escolar e o auxílio gás que oferece quatro parcelas de R$430,00 as famílias carentes para comprar gás de cozinha.

Como cadastrar no Bolsa Família?

Para cadastrar no Bolsa Família é necessário comparecer a um dos Centros de Assistências e Referência Social, a internet também oferece um pré-cadastrado para facilitar o atendimento que está disponível para algumas unidades do CRAS, já o atendimento presencial é realizado em todas as unidades.

Os Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) forma criados em regiões carentes das metrópoles como São Paulo, também existem unidades móveis para atender comunidades afastadas ribeirinhos, índios e quilombola. Já em muitas cidades pequenas e bairros da capital as prefeituras regionais fazem o cadastramento das famílias .

Para fazer o cadastramento presencial é necessário comparecer a um CRAS , Prefeitura da Cidade ou Prefeitura Regional munidos dos seguintes documentos:

  • RG de todos os integrantes do grupo familiar;
  • Certidão de nascimento das crianças que ainda não tem RG;
  • Comprovante de Matricula e Assiduidade na Escola;
  • Comprovante de Renda se Tiver: Holerite ou extrato bancário.
  • Atestado de invalidez para pessoas deficientes;
  • Todos os Documentos de idosos que ainda não são aposentados;
  • Comprovante de Residência (Conta de Água ou Luz).

Deixe um comentário